• 1
  • 2
  • 3
  • 4
bate-papo-2 category image lifestyle category image outros category image
24 de Setembro de 2018

Olá, amores! ❤️ Como estão?

Aposto que muitas aqui já ouviram falar sobre o Setembro Amarelo, não é mesmo? Pois é, desde 2015, o mês de setembro se tornou De conscientização do suicídio, que é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. De acordo com uma pesquisa feita pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), no Brasil, a cada 45 minutos uma pessoa atenta contra a própria vida e, pelos números oficiais fornecidos pela entidade, são cerca de 25 brasileiros mortos por dia. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio já tem taxa de mortalidade superior às vítimas de HIV.

Setembro Amarelo - 7 principais causas que as pessoas sinalizam antes de cometer o suicídio

Existem diversos fatores que desencadeiam esses episódios. Suas raízes ainda são profundas e muito estudadas pelos psiquiatras, e seus motivos diferem de indivíduo para indivíduo. Abaixo, estão algumas das principais causas e sinais que um suicida pode dar antes de tirar a própria vida:

Depressão e doenças mentais: indivíduos com esses quadros devem sempre receber uma atenção maior, pois é considerada uma doença silenciosa. É imprescindível que o diagnóstico seja feito o quanto antes;

Drogas: o uso de drogas ilícitas também pode desencadear o problema. Nos casos onde pessoas depressivas fazem o uso de álcool ou drogas, a vigilância deve ser redobrada, pois a combinação de ambos os fatores resulta no maior número de mortes no mundo inteiro;

Insatisfações: frases como: “eu quero sumir”, “não aguento mais” e, principalmente, “eu queria morrer” podem ser um pedido de ajuda inconsciente. É necessário se atentar àqueles que externam seus sentimentos;

Adolescência: já conhecida por ser uma das fases mais atribuladas e difíceis da vida, a adolescência mascara muitos sinais de suicídio, que acabam sendo confundidos por amigos e familiares como um comportamento normal da idade. Devemos ter muito cuidado com esses jovens, oferecendo ajuda quando for preciso;

Mudanças: a morte de um ente querido, o fim de um relacionamento, a mudança de casa ou trabalho, podem desestruturar um indivíduo e dar espaço a pensamentos negativos. Esses episódios podem gerar perda de interesse em atividades e eventos, levando a um quadro depressivo e ao possível suicídio;

Falsa melhora: Muitas pessoas que já tentaram o suicídio alegam ter melhorado para tranquilizar familiares e amigos a fim de diminuir suas preocupações e, enfim, poderem colocar em prática o ato. Cuidado redobrado!

O mito do suicídio: Uma das frases mais ouvidas por aí e de que um suicida não ameaça, e isso é um engano. Quem quer tirar a própria vida fala do ato e deixa sinais, sim.

É preciso falar sobre o assunto, e  não só em setembro, mas durante todo o ano. Falar de forma transparente, sem banalizar, julgar, condenar e opinar diante a essa situação. Se você conhece alguém nessa situação, por favor, incentive-o a procurar um profissional especializado para que possa receber todo o suporte necessário.

Tenhamos mais empatia pelo ser humano! Mais amor, por favor! 💛

LEIA TAMBÉM:

  • HAIR BRASIL 2018: Má nutrição influencia na saúde das unhas HAIR BRASIL 2018: Má nutrição influencia na saúde das unhas
  • Universo do Aroma - Muito mais beleza, saúde e bem estar para sua vida! Universo do Aroma – Muito mais beleza, saúde e bem estar para sua vida!
  • Está na moda ser você mesma!
  • 5 filmes para assistir - sozinho ou acompanhado - no Dia dos Namorados! 5 filmes para assistir – sozinho ou acompanhado – no Dia dos Namorados! ❤️