• 1
  • 2
  • 3
  • 4
bate-papo-2 category image beleza category image
11 de Setembro de 2018

Oi, amores! ❤️ Tudo bem com vocês?

Quem aqui me viu há alguns dias atrás nos Stories do Instagram, com o rosto descascando? 🤔 Pois, quem viu, sabe que era consequência de um protocolo de tratamento contra o melasma, que iniciei recentemente com um peeling facial. Na verdade, desde muito tempo que minha pele sofre do melasma, e por esse motivo, busquei auxílio da Dra. Alessandra Toledo (@draalessandratoledo), que é dermatologista e especialista no tratamento de manchas na pele. Na ocasião, ela nos compartilha algumas informações, assim como sugestões de como combater e prevenir o tão indesejado melasma.

Mas o que é isso? Trata-se de um distúrbio da pigmentação, onde se formam manchas escuras que podem variar entre vários tons de marrom, por excesso de melanina, o pigmento da pele. É mais comum em mulheres entre os 20 e 50 anos, mas pode afetar também os homens. O melasma atinge mais comumente a testa, as bochechas, o nariz e a região acima dos lábios. Porém, pode surgir em toda a face, bem como no colo e parte externa dos braços.

Melasma? Calma, que tem jeito!

Causas: 

Não existe uma única causa definida para o melasma. Seu surgimento está relacionado, principalmente, à exposição solar, fatores hormonais (gravidez e-ou uso de anticoncepcionais), predisposição genética, uso de determinadas medicações e até mesmo alguns cosméticos.

Sintomas:

Um de seus principais sintomas é o escurecimento das áreas da pele mais expostas ao sol, especialmente no rosto. As cores podem variar conforme o tom de pele da pessoa, sendo o formato irregular, e geralmente simétrico (igual dos dois lados da face).

Cura: 

Uma vez que não há cura para o melasma, o ideal é se prevenir, especialmente evitando a exposição excessiva ao sol, e usando protetor solar diariamente. Sua aplicação deve, SIM, ser feita diversas vezes ao longo do dia.

Diagnóstico: 

O diagnóstico de melasma não é complicado, mas tem de ser feito por um especialista. O dermatologista também pode indicar os tratamentos mais indicados para prevenção e alívio dos sintomas.

Tratamentos: 

Atualmente, existem diversos tratamentos, além de cremes e medicamentos, que proporcionam bons resultados na diminuição e clareamento das manchas.

O Ácido Tranexâmico via oral é uma substância que previne a ação do melanócito pela radiação ultravioleta. Ou seja, bloqueia as inflamações causadas pelo sol e o aumento na formação de melanina. Já o Laser Nd Yag Q-switched, com energia baixa e pulso ultrarrápido, destrói o pigmento sem causar queimadura, pois libera pouco calor.

O Microagulhamento consiste em microperfurações que estimulam os fibroblastos, células responsáveis pela produção de colágeno e reduzem a pigmentação de manchas. Já o Peeling Químico é muito eficaz para o tratamento de vários tipos de manchas, o peeling promove a renovação da pele, tornando-a mais firme, jovem e com coloração mais uniforme.

Quem mais aí sofre de melasma? Já fizeram algum tratamento? Me contem tudinho aí nos comentários. 😘

LEIA TAMBÉM:

  • DNA Italy lança coleção Cat Nail DNA Italy lança coleção Cat Nail
  • Totallaser - Depilação a laser, a tecnologia ao alcance de todos Totallaser – Depilação a laser, a tecnologia ao alcance de todos
  • Resenha Eu Sou + Liso da G Hair Resenha Eu Sou + Liso da G Hair
  • HAIR BRASIL 2018: Má nutrição influencia na saúde das unhas HAIR BRASIL 2018: Má nutrição influencia na saúde das unhas